DESTAQUE TOPLOUVEIRA

Mais de 3,5 mil alunos do Ensino Fundamental respondem à avaliação educacional ‘Saber Louveira’

Aplicada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, os alunos de 1º ao 5º ano responderam às questões de proficiência em Português e Matemática; avaliação resultará em diagnóstico municipal para aferir o nível de conhecimento dos alunos; segunda fase da avaliação será aplicada entre outubro e novembro de 2023

Com objetivo de aprimorar a gestão educacional no município de Louveira, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, aplicou nos meses de maio e junho a avaliação Saber Louveira aos alunos de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Ao todo, 3.546 alunos responderam às questões de Português e Matemática. De acordo com a Secretaria de Educação, a análise dos resultados possibilitará a elaboração de um diagnóstico municipal para aferir o nível de conhecimento dos alunos diante dos conteúdos ministrados.

“Nós temos investido de forma intensa para que a Educação de Louveira mantenha o alto padrão. São investimentos em diversas frentes, tanto nos aspectos pedagógicos quanto estruturais, com contratações de novos profissionais, formação destes educadores, aquisição e materiais didáticos de primeira linha, reformas e ampliações das unidades escolares, além de ações de integração entre a comunidade e o ambiente escolar. E a avaliação Saber Louveira é, com certeza, parte importante destes pilares. A ‘prova’ foi aplicada pela primeira vez no ano passado para avaliar o nível de compreensão das crianças sobre o conteúdo dado no período de aulas online durante a pandemia, mas que agora deve continuar, porque entendemos que é valioso para a Prefeitura ter um diagnóstico sobre as características exclusivas dos alunos da cidade”, disse o Prefeito Estanislau Steck.

A avaliação Saber Louveira é realizada duas vezes ao ano, sendo duas etapas diferentes: a 1ª fase avalia se os alunos consolidaram as habilidades essenciais do ano anterior e do primeiro bimestre deste ano; a 2ª fase avalia se os alunos consolidaram as habilidades previstas para o ano de escolaridade. A próxima aplicação deve ser realizada entre outubro e novembro de 2023.

Para a Secretária de Educação, Maria Luciane Felipe de Paula, “é importante que Louveira tenha sua própria avaliação, mesmo havendo estimativas em nível nacional, pois ela fornece uma visão mais detalhada e adaptada ao contexto local, levando em consideração as características e demandas específicas da nossa comunidade, o que não é possível nas avaliações em nível nacional, por proporcionarem uma visão ampla da educação em todo o país”, disse a Secretária.

A Secretária de Educação, Maria Luciane Felipe de Paula, explica que a aplicação da Saber Louveira é fundamental no sentido de possibilitar o monitoramento da proficiência dos alunos e análises pedagógicas.

“Os indicadores educacionais produzidos possibilitarão monitorar a evolução do desempenho dos estudantes, apontando para as necessidades de intervenção pedagógica por unidade escolar, tendo em vista a melhoria da educação pública ofertada e a promoção da equidade da educação. Através dos resultados, a Prefeitura poderá traçar novos planos de ação para aqueles conteúdos que ainda não foram consolidados pelo corpo discente de cada escola”, disse a Secretária de Educação, Maria Luciane Felipe de Paula.

Nesta edição, diferentemente da aplicada em 2022, a Saber Louveira foi de forma digital, por meio do tablet que cada aluno recebeu da Prefeitura ainda no período de pandemia, para que todos tivessem acesso às aulas online, e que continua a ser utilizado dentro da escola, e também fora, para atividades de pesquisa.

Avaliação inclusiva

Além da novidade tecnológica, com a utilização do tablet para a versão digital da avaliação, a Secretaria de Educação estruturou a aplicação de modo que todos os alunos pudessem participar. Para tanto, os alunos portadores de deficiência auditiva tiveram acompanhamento do intérprete de libras durante a realização da prova. Para os alunos elegíveis ao serviço da Educação Especial, o tempo de aplicação, que foi de 2h, teve um acréscimo de 30 minutos a mais. Estas especificidades são importantes ações inclusivas, que tem sido base das políticas públicas educacionais da atual gestão em Louveira.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo